Sonia Gomes: “Ainda assim me levanto”

Casa de Vidro  abrirá neste domingo, 24 de fevereiro, último dia da exposição da artista mineira , resultado da parceria entre o MASP e o Instituto Bardi 

 Única brasileira convidada para a 56ª Bienal de Veneza de 2015, a artista, nascida em Caetanópolis (MG), ganhou a sua primeira monográfica simultânea em dois espaços culturais projetados por Lina, em 2018, ano em que completou 70 anos. Sonia Gomes iniciou sua carreira aos 45 anos, aos 60 encontrou reconhecimento e hoje em está em plena atividade.

Com curadoria de Amanda Carneiro, a exposição representa a primeira parceria e colaboração entre MASP e Casa de Vidro/Instituto Bardi. As duas instituições têm trajetórias fortemente conectadas e, a partir deste projeto,  uma exposição do MASP terá seu braço também na Casa de Vidro, com curadoria e organização do museu.

Foi na Casa de Vidro, primeira obra construída por Lina Bo Bardi, concluída em 1951, que a arquiteta, responsável pelo projeto do MASP, e Pietro Maria Bardi, diretor fundador do museu,  viveram por mais de 45 anos. O projeto Casa de Vidro possui conexões com o edifício do MASP, inaugurado em 1968: ambos compartilham qualidades de suspensão e transparência singulares e uma relação aberta com o entorno.

 Obras inéditas

Ainda assim me levanto é o título da mostra e faz referência ao poema “Still I Rise”, de Maya Angelou, escritora e ativista estadunidense reconhecida por sua luta em favor dos direitos civis. Na Casa de Vidro, a exposição de Sonia Gomes reúne as esculturas de chão em concordância com o espaço tombado. Os trabalhos, realizadas com galhos e troncos, constituem uma nova série da artista, intitulada Raiz.

As obras foram criadas especialmente para a exposição. É a partir do diálogo com esses edifícios de Lina Bo Bardi que a artista cria suas esculturas, afirmando o caráter de instalação de arte. Ainda assim me levanto apresenta a extraordinária contribuição de Sonia Gomes para a linguagem da escultura contemporânea.

O caráter inédito da exposição vai além dos novos trabalhos: encontra-se na escolha de um dos materiais com o qual ela decidiu trabalhar: a madeira. As esculturas e instalações executadas comumente em tecido envolvem peças de mobiliário ofertados à artista ou encontrados ao acaso – são bordadas com minúcia.

Serviço

Casa de Vidro

Abertura: 24 de novembro de 2018
Visitação: 28.11.2018 a 24.02.2019
Dias: De quinta sábado (exceto 30.11 e 1º de dezembro: Casa de Vidro fechada para evento)
Horários: 10h, 11h30, 14h e 15h30 (visitas guiadas)
Local: General Almerio de Moura 200 – Morumbi – São Paulo
Ingressos: R$ 30,00 (entrada inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada)
Limite: de 15 pessoas por visita
Recomenda-se chegar com 10 minutos de antecedência
Informações: www.insitituobardi.org


Imprensa Casa de Vidro:

MASP

Abertura 13 de novembro de 2018
Visitação: de 13.11.2018 a 10.03.2019
Local: Masp – primeiro subsolo
Endereço: Avenida Paulista, 1578, São Paulo
Telefone: (11) 3149-5959
Horários: quarta a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); terça-feira: das 10h às 20h (bilheteria até 19h30)
Ingressos: R$35 (entrada); R$17 (meia-entrada) O MASP tem entrada gratuita às terças-feiras, durante o dia todo

Lei de incentivo: Proac-SP

Patrocínio:

Governo do Estado de São Paulo, Itaú, Vivo e Trench, Rossi e Watanabe

Neste sábado, 23.02,  acontece o lançamento do livro ” Casas de Vidro”, que apresenta um comparativo entre quatro obras  projetadas nos anos 40 por grandes nomes da arquitetura moderna, a partir de exposição homônima, realizada entre outubro de 2017 e março de 2018 na Casa de Vidro. A entrada é gratuita.
Visitação
A Casa de Vidro abre ao público de quinta a sábado em quatro horários: 10h, 11h30, 14h e 15h30.  O acesso ao espaço é exclusivamente por meio de visitas guiadas, realizadas por educadores, com duração média de 1 hora. Limite por visita: 15 pessoas . Grupos, escolas e universidades: reservas antecipadas por e-mail: visita@institutobardi.org

 

 


Contato

Visite a Casa de Vidro

Informações:
info@institutobardi.org

Sugestões:
ouvidoria@institutobardi.org

Rua General Almério de Moura, 200
05690-080 - São Paulo / SP - Brasil

Créditos

Os textos, imagens fotográficas, desenhos, vídeos e todo o material veiculado neste website são protegidos pela Lei dos Direitos Autorais.

O Instituto Lina Bo e P. M. Bardi é proprietário dos direitos relacionados ao nome, imagem, voz, assinatura e representações visuais de Lina Bo Bardi e Pietro Maria Bardi e dos direitos autorais sobre suas respectivas obras.

A reprodução de textos, desenhos e outras obras intelectuais de autoria de Lina Bo Bardi e P. M. Bardi sujeitam-se à prévia e expressa autorização do Instituto Lina Bo e P. M. Bardi podendo ser solicitada via e-mail. info@institutobardi.org

Incentivo a cultura 2015/2016


Mantenedor 2015/2016


Mantenedor 2015


Projeto Acervo Bardi 2015/2016


Projetos 2012/2013 patrocínio


Apoio